quarta-feira, 16 de julho de 2014

O DESPERDÍCIO DA VIDA

A cada dia que vivo, 
mais me convenço de que o desperdício 
da vida está no amor que não damos, 
nas forças que não usamos, na prudência 
egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se 
do sofrimento, perdemos também a felicidade. 
A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.
Carlos Drummond de Andrade