quinta-feira, 28 de agosto de 2014

COMO UM BARCO...

O único consolo que sinto ao pensar 
na inevitabilidade da minha morte 
é o mesmo que se sente 
quando o barco está em perigo: 
encontramo-nos todos na mesma situação.
Liev Tolstói