sábado, 12 de setembro de 2015

Ainda que chova...



“Ainda que chova, ainda que doa.
 Ainda que a distância corroa as horas do dia e 
caia a noite sem estrelas, 
o mundo brilha um pouquinho mais 
a cada vez que você sorri.” 
Pablo Neruda