quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

O amor maduro


O amor maduro não é
menor em intensidade,
não é menor em
extensão, é mais
definido, colorido e
poetizado.
O amor maduro não
pede, tem. Não
reivindica, consegue.
Não persegue, recebe.
Não exige, dá.
Não pergunta, adivinha.
Existe, para fazer feliz.
Artur da Távola