domingo, 6 de dezembro de 2015

Tem horas que erramos

Tem horas que erramos por falar, 
tem horas que erramos por calar, 
e tem horas que erramos por sentir tanto.
E quando acertamos, ainda tem quem 
nos diga que estamos errados.
Nós erramos sempre!
Agradar ao mundo é tarefa praticamente impossível.
Mas a gente vai bem quando não desagrada 
a si mesmo, quando dá voz aos próprios 
sentimentos e conceitos.
Então, falando ou calando, agradando 
ou desagradando, o coração tranquilo 
e a consciência em PAZ, é o que 
realmente conta.
Rosi Coelho