sábado, 23 de julho de 2016

É assim que se percebe que é amor


É assim que se percebe que é amor; 
quando não há diferença entre o tempo
 a dois e o tempo real; 
quando o tempo real se mede em suspiros; 
em partilhas; em toques;
E é em suspiros que se mede o tempo.
Pedro Chagas Freitas