quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Que eu envelheça...


Que eu envelheça...
 Que na minha pele, possam
 surgir todas as possíveis rugas,
 mas que meu coração jamais
 fique indiferente ao Amor. 
Que eu jamais perca o poder 
de demonstrar um gesto 
de ternura.

Raquel Free