domingo, 20 de novembro de 2016

O laço era leve...


O laço era leve...
No íntimo transparente
Envolvia sem prender
Deixando-nos ficar
Com a devida cumplicidade
Com a infinita certeza
De que foi e sempre
Será...
Amor!
ZEZA MARQUETI