sexta-feira, 24 de março de 2017

Somos

És encantamento
Despe-me e cubra-me de ti nas caricias
do poetar delirante.
Do meu reflexo de felicidade .
A minha fênix chama-se saudade
ela sempre renasce das cinzas
do que um dia eu chamei 
Eternidade
Extravasa-me de todas formas para
que eu anoiteça nos sentimentos.
Absorva teus delírios 
despertando-me nos momentos de amar. 
Na cumplicidade que não se explica.
e abriga meus pensamentos
nas lembranças tão tuas…
Despertadas nas escritas, em forma de
uma poesias indefinidas.
Desejada de regresso teu.
Somos almas que se fazem uma.
Pássaros do mesmo ninho
das linhas que se cruzam para o mesmo
horizonte.
Haverá sempre uma busca deste amor
por ti.
Nos ventos dissipando no ar
No amanhecer sereno e suave.
vestindo-me de ternura
Á tua procura … Floresço…
Amando-te .
Poetisa Sandra Pires 
Direitos Preservados 
conforme artigo (Lei 9610/98)