quarta-feira, 13 de setembro de 2017

NÃO MAIS

Você voltou eu aceitei
Você caiu eu levantei
Você chorou eu consolei
Você me traiu eu não suportei
Suas mentiras deslavadas eu engoli
Suas andanças na boemia viraram rotina
O meu consolo era sempre a sua volta
E assim seguia a minha sina
Acordei desse sempre presente pesadelo
Sacudi a poeira que me restava
Olhei para dentro de mim
E vi que eu somente me bastava
© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9.610/98)